April 26, 2018

AS MELHORES CHEFS DA SAN FRANCISCO BAY AREA

São Francisco e a Bay Area são comunidades que têm orgulho de sua diversidade e seu espírito hospitaleiro. E também de serem conhecidas como um paraíso culinário. Essa dupla dinâmica é evidente principalmente no forte legado de mulheres chefs e proprietárias de restaurantes da região. De Alice Waters, que ajudou a fundar o movimento de alimentos locais e orgânicos em 1971, quando abriu o Chez Panisse em Berkeley, até Joyce Goldstein, que mesclou os sabores mediterrâneos com a abundância californiana pela primeira vez em 1984, no Square One de São Francisco, as mulheres estão na linha de frente da cena culinária da Bay Area há décadas. 

Confira a nossa lista das 10 melhores chefs que estão elevando o nível da cena culinária da Bay Area.

Dominique Crenn

Poucas superestrelas culinárias tiveram uma ascensão tão rápida quanto a chef Dominique Crenn, de São Francisco. Depois de levar sua experiência de um menu de degustação com cinco pratos e uma sala de jantar pequena e íntima para o Marina District com Atelier Crenn em 2011, ela abriu o Petit Crenn em Hayes Valley em 2015. Primeira chef nos EUA a ganhar duas estrelas Michelin e autora do livro de receitas Atelier Crenn: Metamorphosis of Taste, a francesa Crenn é famosa pela sua atenção aos detalhes nos menus para brunch e jantar. O menu de brunch apresenta itens excepcionais, como crepes de trigo sarraceno à moda da Brittany Coast recheados com cogumelos lagosta, queijo de cabra maturado e ovos. 

Melissa Reitz

Depois de comandar a cozinha de instituições culinárias como Zuni e Bar Agricole em São Francisco, Camino em Oakland e Bantam em Santa Cruz, a veterana chef Melissa Reitz agora comanda o Locanda na Valencia Street (restaurante irmão do Delfina). O menu de três estrelas prioriza clássicos modernos italianos, no estilo osteria, como saltimbocca de vitela com uma gloriosa cobertura derretida de prosciutto, queijo e sálvia. O Locanda também oferece um menu de brunch muito popular, com itens como torradas francesas com morangos e manteiga de pistache.

Pim Techamuanvivit

Nascido e criado em Bangkok, Pim Techamuanvivit elevou sozinho o nível da culinária tailandesa no Kin Khao (que significa “vamos comer”) de São Francisco, um sucesso de crítica. Itens como Khao Mun Gai (arroz com gordura de frango, frango pochê com gengibre e o molho secreto do próprio Pim), elaborado com vegetais e carnes produzidas localmente, ajudaram o Kin Khao a conquistar uma estrela do Michelin. O pudim de sobremesa de arroz negro e coco é também um grande sucesso.

Traci de Jardin

Quando o Jardiniere abriu suas portas pela primeira vez em 1997, ajudou a transformar Hayes Valley de um bairro esquecido no oásis definidor de tendências no centro da cidade que é hoje. Além de conceber o menu com influência francesa do Jardiniere (que tal confit de pato com peras e crisântemo?), Traci de Jardin também é chef e proprietária do Mijita, no Ferry Building, e do Commissary, no Presidio, bem como sócia do Public House, onde cria alimentação sustentável para pubs.

Melissa Perello

Chef e proprietária do Frances, no Castro, e do Octavia, em Pacific Heights, além de contemplada com uma estrela do Michelin, Melissa Perello é um expoente na concorrida cena culinária de São Francisco. Seus menus alterados sazonalmente são criativos e explicitamente influenciados pelo Pacific Rim, com itens como tagliatelle com manteiga de ouriço do mar, tomates cereja e shishito marcando presença no menu. Em 2016, Perello foi semifinalista do James Beard Award na categoria “Best Chef West.”

Preeti Mistry

O talento genial responsável pelo menu inspirado em comida de rua indiana (incluindo pizzas com cobertura de curry) do Juhu Beach Club (que já fechou as portas, para nossa tristeza), em Oakland, e do Navi Kitchen, em Emeryville, Preeti Mistry evoluiu de funcionária da lanchonete do Google para participante do Top Chef até se tornar uma das mais importantes chefs jovens na Bay Area. Autora de Juhu Beach Club Cookbook, que promete temperos indianos com a alma de Oakland, Mistry criou um menu com itens (como curry de tamarindo e coco com cogumelos cremini e berinjela de verão) que conquistaram fãs fervorosos.

Gabriella Camara

Chef e proprietária do Contramar, na Cidade do México, e do Cala, em São Francisco, Gabriella Camar tem a honra de comandar o que muitos consideram o restaurante mexicano refinado mais autêntico da Bay Area. Criações como seu prato-assinatura, tostadas de truta com chipotle e abacate, são um sucesso de crítica e ajudaram a definir a cozinha mexicana “moderna” em todo o país.

Cecilia Chiang

Nascida perto de Xangai em 1920 e criada em Pequim, Cecilia Chiang é uma lenda viva na cena gastronômica de São Francisco e é citada como responsável pela introdução de comida chinesa no estilo mandarim na Bay Area. Embora seu restaurante tenha fechado em 2006, sua influência ainda é forte e ela foi o tema de vários documentários recentes, incluindo um do diretor Wayne Wang (The Joy Luck Club). É principalmente por sua causa que clássicos da culinária mandarim, como Peking Duck (pato de Pequim) e Beggar’s Chicken (frango recheado cozido na argila), tornaram-se a base da cozinha de São Francisco.

Wassana Korkhieola e Lalita Souksamlane

Com seis filiais do Osha Thai em São Francisco, além do Lao Table no SoMa (especializado em cozinha do Laos), as irmãs e coproprietárias Lalita Souksamlane e Wassana Korkhieola satisfazem o paladar de toda a cidade há décadas. Do rangoon de caranguejo Dungeness ao sushi de carne com wasabi, o menu do Osha é tão aberto quanto a própria São Francisco, embora baseado em especialidades do sudoeste asiático.